O Mercado de Eventos em Portugal: Tendências e Desafios

Por Alípio Anjos

O mercado de eventos em Portugal é um setor dinâmico e diversificado, abrangendo uma ampla variedade de atividades e serviços relacionados à promoção e organização de eventos empresariais, sociais, culturais, entre outros tipos. Segundo a Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE), o mercado está estruturado em duas Classificações das Atividades Económicas (CAE):

  • CAE 82300 – Organização de Feiras, Congressos e outros eventos similares (64% do total): Este segmento engloba uma variedade de eventos, desde feiras comerciais até congressos e eventos corporativos.
  • CAE 90010 – Atividades das artes do espetáculo (36% do total): Inclui a produção e apresentação de espetáculos teatrais, circenses, de música, dança e ópera.

Panorama Atual

Em 2021, o mercado de eventos em Portugal registou um volume de negócios significativo, totalizando uma faturação de 443,8 milhões de euros, com a participação de 3131 empresas. Este número é animador, tendo em conta o período difícil que o mercado viveu durante a pandemia. 

O setor de eventos experimentou um crescimento constante nos anos anteriores, alcançando o seu pico em 2019, com um volume de negócios de aproximadamente 656 milhões de euros. Esse sucesso foi impulsionado pela posição de Portugal como um destino atrativo para eventos corporativos na Europa, bem como pelo aumento dos festivais de música e eventos culturais.

Impacto da Pandemia e Recuperação

A pandemia de COVID-19 teve um impacto significativo no setor de eventos em Portugal, levando ao cancelamento de grande parte das atividades e resultando numa redução de mais de 50% da faturação. No entanto, a rápida adaptação às tecnologias virtuais e a organização de eventos híbridos permitiram uma recuperação notável.

Atualmente, o mercado está a voltar ao volume de negócios pré-pandemia, impulsionado pela tecnologia e pela flexibilidade oferecida pelos eventos virtuais.

Além da pandemia, o aumento da conectividade e a adoção de novas tecnologias e a utilização de internet contribuíram para o crescimento desse segmento. Em 2021, 32% do volume de negócios total do mercado de eventos em Portugal foram atribuídos a eventos online, totalizando 142 milhões de euros.

Reconhecimento Internacional

Portugal é destaque internacionalmente no que toca a destinos para congressos e convenções. Segundo a International Congress and Convention Association (ICCA), em 2019, Portugal ocupou o 10º lugar mundial nesse ranking. Em 2022, subiu para a 6ª posição na Europa, consolidando sua presença como um destino atrativo para eventos internacionais.

Lisboa, destacou-se, ocupando o 2º lugar mundial e europeu, com 144 congressos e convenções organizados em 2022.

Fatores Dinamizadores

Os principais fatores que contribuem para o dinamismo do mercado de eventos em Portugal são:

  • Infraestruturas de Qualidade: Instalações modernas e adequadas para a realização de diversos eventos.
  • Acessibilidade (Custo-Benefício): A relação entre custo e benefício torna Portugal uma escolha atrativa para organizadores de eventos internacionais.
  • Localização Estratégica: A posição geográfica favorece a acessibilidade para participantes internacionais.
  • Ações Dinamizadoras do Setor: O Turismo de Portugal tem desempenhado um papel crucial com iniciativas como o “Portugal Events“, um sistema de incentivos em vigor desde abril de 2023.

Em suma, o mercado de eventos em Portugal enfrentou desafios, mas a resiliência do setor e a adaptação às novas realidades indicam um futuro promissor, impulsionado por inovações tecnológicas e iniciativas de apoio. O país continua a ser um palco vibrante para uma ampla variedade de eventos, consolidando sua posição no cenário internacional.

pt_PTPT
Abrir chat
💬 Precisa de ajuda?
Olá! Posso ajudar?
Sou o Micael Alves, Consultor de Inovação e estou disponível para esclarecer qualquer dúvida. Entre em contacto diretamente comigo.